Dia 1 – Foi dada a largada! Agora é só alegria!

SJPP – Roncesvalles – 25,1km

Escrever durante a viagem não é simples porque além de termos que baixar vídeos e fotos, nem sempre contamos com uma boa Internet. Mais fotos vocês encontram em nosso Instagram @santiagobuencamino e em breve postaremos nossos vídeos no YouTube.

Hoje foi o grande dia! Acordamos por volta de 6:30 da manhã, já que havíamos combinado de tomar nosso café às 7:30hrs. O dia amanheceu lindo, um sol gostoso, uma pequena névoa, friozinho, e muitos pássaros  cantando. Descemos para fazer os últimos ajustes na bike, e seguimos para nosso café.

Encontramos Ammy uma canadense que havia chegado na véspera, assim como nós. Ammy é uma professora de inglês, que morou 4 anos na Coreia. Ao perguntar-lhe o que havia feito ela mudar-se para Coréia, ela explicou que o governo coreano, para evitar a saída do seu povo do país, têm trazido diversos professores de fora para que possam dar aulas de Inglês, e ela, foi uma dessas escolhidas. Depois de 4 anos, resolveu seguir fazendo um período de peregrinação, e colocar as idéias em ordem, antes de voltar ao Canadá.

Essa conversa se deu à volta de uma repleta mesa de deliciosas iguarias, todas produzidas por eles. Coalhada, mel das flores locais, leite e queijo de cabra, tudo maravilhoso, feito com muito carinho pelos donos.

Estávamos prontos para partir.

Iniciamos nosso pedal pela linda cidade de SJPP, as lojinhas todas abertas, repletas de souvenires e turistas caminhando numa paz que eu não estava acostumada a ver. Era como se o tempo tivesse parado. Senhoras se cumprimentando, sorrisos, afagos, e todos pareciam de fato muito felizes.

Seguimos subindo a estrada, passamos no Portal, uma foto aqui, outra ali, até que logo no início nos deparamos com um posto de gasolina.  Aproveitamos para encher nossos pneus melhor, o trajeto era longo, e nossa bomba de encher, por motivos óbvios, era pequena, e não tínhamos certeza se estava tudo 100%. Vale ressaltar aqui a importância da segurança, e também, em lembrar que é muito importante levar o adaptador de válvula de pneu.

Com certeza, o nosso primeiro dia não foi um dia memorável! Tivemos anjos da guarda, mas também acabamos cometendo erros, e isso fez com que iniciássemos o caminho de uma maneira, digamos, torta 🙂

Subimos pela rota de Valcarlos, e essa rota que também é chamada de rota de inverno, e ela pode ser feita pelo vale (que vou chamar aqui de caminho do peregrino) ou pelo asfalto. O fato é que de SJPP até Roncesvalles, quando feito pelo caminho do Peregrino, é realmente traumatizante. Assim que começamos à subir, logo à frente, encontramos à esquerda a entrada do caminho, e claro que como todos, seguimos por ali. Mais à frente, no pequeno povoado, um senhor que estava parado em cima de uma pequena ponte medieval, nos parou e perguntou se íamos mesmo seguir. Nos aconselhou a não ir, e nos deixou bem claro que logo à frente começava um caminho cheio de escadas, pedras, e que carregar a bicicleta não seria um bom programa para o primeiro dia. Confesso, que fiquei desconfiada, primeiro porque achei que ele queria se oferecer para levar nossa bagagem, depois pensei se ele queria dinheiro, mas conversando mais um pouco, vi que ele só queria mesmo nos avisar do que íamos encontrar mais à frente.

O cujo senhor ainda nos disse que, indo por ali, faríamos 8km de subida, e que pela “carretara”que é a estrada, faríamos 15km, mas que mesmo assim, era preferível voltarmos à “carretara” e subir por ela. Ainda, empolgada pelo primeiro dia, quase que decidi desconsiderar os avisos, mas resolvi acreditar no tal senhor, que também nos disse, que em 2,5km à frente na “carretara”, encontraríamos outra entrada para o Caminho, e que não deveríamos voltar a ela.

Seguimos pela “carretera”, só que chegando nos  2,5km ao ver a placa, o Gui insistiu que era para entramos, e por mais que eu tentasse dizer-lhe que não, perdi.

Voltamos….

Não tenho aqui a intenção de desanimar ninguém, até porque cada um fará seu caminho, tomará suas decisões, o que pretendo fazer aqui, é relatar a nossa experiência. Nós dois, eu o o Gui, somos acostumados a fazer exercício regularmente e de intensidade, mas ter que subir 6km (que era o saldo que nos restou ao entrar de volta no caminho) carregando 20Kg por escadas estreitas em mata fechada, com pedras enormes foi realmente bastante desgastante.

Enfim, terminados os 6km que durou aproximadamente 1 hora e pouco, voltamos à rota normal até chegarmos à Roncesvalles.

Nosso planejamento de primeiro dia, era irmos 22 km mais à frente – Zubiri, mas dado o cansaço, somado ao fuso, e à viagem da véspera, preferimos ficar por ali.

Captura de Tela 2018-06-28 às 19.07.53.png

Logo na chegada, nos deparamos com o Albergue Municipal de Ronvesvalles, e foi ali mesmo que resolvemos ficar. Uma linda construção, quartos amplos, super limpos, e uma equipe de recepção maravilhosa. Lugar para guardar as bikes com tranca, serviço de despacho que bagagem para quem quiser, banheiros super asseados, lavanderia, biblioteca e um serviço que conta com uma parceria com dois restaurantes bem simpáticos da cidade, para café da manhã e jantar.

A estadia no Albergue é de EU10 por pessoa, mais o café da manhã que pode ser de EU5 ou EU3,5, e o jantar do peregrino de EU10. O jantar do peregrino sempre dá direito a uma bebida, que pode ser água, vinho, refrigerante ou suco, tem sempre um primeiro prato (normalmente salada ou massa) e um segundo prato na base de carne ou peixe. Por fim, pode-se optar por um café ou uma sobremesa.

Às 18horas fomos assistir à missa do Peregrino e foi nessa hora que percebi quer ficado em Roncesvalles foi a melhor decisão. A missa é linda e o padre abençoa a todos, os católicos e depois chama os não católicos para dar a benção para o Caminho. Ele fala em diversas línguas o que nos faz sentirmos ainda mais acolhidos .

Tivemos uma noite super tranquila, nada de roncos, e também sem nenhuma percepção de insegurança. O horário de saída era as 8 horas da manhã, o que faz com que todas as luzes se acendam às 6 horas da manhã, e acredite às 8horas as portas se fecham mesmo, por isso, não bobeiem com o horário.

🚴‍♂️❤️🇧🇷

2 comentários sobre “Dia 1 – Foi dada a largada! Agora é só alegria!

  1. Atenção para os avisos, principalmente de “locais”. Sei que a cabeça do brasileiro é sempre desconfiada, mas eles sempre tem razão. Falta de aviso não foi (Quem avisa, amigo é). Outra cousa: CUIDADO com as carreteras! Motorista que não respeita ciclista existe em todo local do mundo. Bom Caminho! Vcs irão viver a melhor experiência da vida!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s