Chegou o dia!

Tudo pronto, nada pronto, tudo preparado, mas na última hora descobrimos que tudo pode ser nada de uma hora para a outra. O último dia, antes da viagem, desvendou que nada sabemos e nada somos, e que acima de tudo, nada controlamos.

É incrível, como acreditamos que podemos controlar o universo, que podemos prever absolutamente tudo, e que quando estamos no controle, a chance de dar errado é mínima, porque afinal, pensamos em tudo. Mas, em fração de segundos nossas certezas simplesmente desaparecem, e subitamente somos expostos ao inesperado, ao medo, ao desespero, e é nesse momento que descobrimos que simplesmente não há controle.

Ontem, antevéspera da nossa viagem, chega um email da companhia de trem da França nos dizendo que nosso trem não vai partir! Simples assim, afinal é França, e a França adora uma greve, algo, por exemplo, que não previ. Imediatamente iniciei uma busca frenética por um carro, ônibus ou qualquer opção que me levasse aos 800 km que me separavam de Paris. Alta temporada, e a sensação, é de que haviam avisado a todos os passageiros antes, e eu havia ficado por último. Simplesmente não conseguia nenhuma forma de sair do aeroporto.

Depois de muito procurar consegui uma passagem, para Biarritz às 16 horas, saindo do CDG – Paris, e indo até Biarritz que fica 55km de Saint Jean Pied du Port. Comprei no e-destinos numa atitude de desespero, confesso que sem pensar, já que nunca havia utilizado aquele site (e olha que compro tudo pela internet). Relaxei, vim para casa, achei que meus problemas tinham acabado, e de fato, naquele dia tinham…

Era hora de embalar a bike, e para isso prefiro mostrar a escrever 🙂

A dica é : passem em qualquer loja de bicicleta do bairro, ou mesmo em lojas de esportes como a Decathlon e peçam uma caixa velha de bicicleta, eles sempre tem. Até aí tudo bem foi o que fizemos, o problema é que uma delas era muito grande, e precisamos readequar para que ficasse num tamanho próprio para o transporte, onde a bike fica mais justa na caixa. Se tiver em casa, ou se tiver tempo, vale comprar plástico bolha e proteger a bike antes de colocá-la na caixa. Nós acabamos não pensando nisso. Por fim, depois de ajustar o tamanho, aproveitamos para colocar a sapatilha e o capacete junto, isso já reduziu o espaço no alforge.

Dia 20 de Junho – véspera da viagem. 

Aparentemente um dia tranquilo, tudo pronto, exceto o seguro viagem que ainda não tinha chegado, e alguns pequenos ajustes na bagagem, mas era só isso, afinal tínhamos pensado em tudo ! 🙂

15horas – Meu mundo caiu ! Como havia recebido um email da companhia aérea para fazer o check in, e eu sempre faço o check in antes, fui correndo providenciar, afinal era nossa chance de conseguir um bom lugar. Nossa como me sentia organizada!

Como fiz on line, estava ali no site da Air France, e resolvi ler um pouco mais sobre a bagagem, afinal, estávamos levando duas bicicletas. Para minha surpresa, me deparei com uma página que dizia que para levarmos as bikes, teríamos que avisar com 48 horas de antecedência, sob o risco de não embarcar. Não acreditando, e imaginando que tudo fosse apenas um site desatualizado resolvi ligar para a companhia, onde um simpático e desmotivador atendente me disse que infelizmente ele não podia fazer nada, que o prazo era realmente de 48 horas para o aviso de bicicletas como bagagem. Me desesperei, expliquei que a minha viagem era inteira numa bike para fazer o Caminho, e de alguma forma acho que ele se sensibilizou, porque ele disse que veria o que era possível. Depois de alguns minutos que me pareceram uma eternidade aguardando pela resposta, ele retorna dizendo que ia tentar fazer o pedido, mas que não garantia que o meu embarque fosse autorizado. Não satisfeito com meu desespero que já não era pequeno, ainda me disse assim: – Dna Sandra, seu nome também está errado, a Air France não deixa embarcar com nomes abreviados (eu tenho seis nomes, como não abreviar?) . Nesse momento lhe perguntei como poderia me ajudar, já que estava falando com um funcionário da companhia, e por um momento suspirei aliviada pela minha sorte em ter descoberto isso antes do embarque, e para minha surpresa, ele também não podia ajudar, já que minha passagem havia sido emitida pela Smiles, e me sugeriu de tentar diretamente com eles.

16:30horas – A cena era a seguinte, de um lado o telefone com o atendente da Smiles, ligação essa que caiu duas vezes, e que me irritava cada vez que tinha que aguardar aquela tentativa robótica de atendimento agradável que eles tem, do outro, eu digitando com um robô da tal empresa e-destinos, ambos os lados me dizendo o quanto seria quase impossível me ajudar a tempo. Por fim, depois de várias horas, perguntas, medidas de caixa, envios de cópia de passaporte, sai, com dois protocolos e a promessa de um email para o dia seguinte, mas que dado o prazo não era garantido.

ESTAVA EXAUSTA, e vi minha tão organizada viagem desmoronando…

19 horas – Entendi que não podia fazer mais nada, e de verdade, estava acreditando que havia sido uma benção tudo isso, e de fato ainda acredito, pois poderia ter tido todas essas notícias, ao chegar no balcão da companhia aérea, e nesse momento resolvi ir para casa.

Vocês já leram Vamos treinar: ?

Então leiam para entenderem o que aconteceu no primeiro dia que decidimos fazer o Caminho.

E agora vou complementar com o que aconteceu hoje comigo. Ao voltar para casa, no último dia antes de embarcar, mais uma vez fui derrubada por uma pedra. É verdade ! Estava de moto (esse é o meu meio de transporte), voltando tranquilamente, quando ao entrar numa rua de mão única, um carro me apertou para a direita, e havia um paralelepípedo no meio da rua. Não podia ser diferente, fui para o chão. Na verdade, a moto foi para o chão, eu consegui pular da moto, e Graças à Deus não me machuquei. Imediatamente dois motociclistas pararam, levantaram minha moto e vim para casa.

A pedra que me derrubou é a que me faz levantar ! Amanhã é o Grande Dia, e sei que vai dar tudo certo, não do meu jeito, mas do jeito que tiver que ser ! 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s